"Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual porque, sinceramente, sou diferente." (Clarice Lispector)



sábado, 20 de novembro de 2010

De mim, não esperem...


Juízo.
Nem que eu ande penteada!!!!!

Sou como Florbela Espanca bem descreve:

Mulher com areia.


"Tenho o santo horror da frieza calculada, da boa educação, do prudente juízo duma mulher. Aos homens pertence tudo isso, e a mulher deve ser muito feminina, muito espontânea, muito cheia de pequeninos nadas que encantem e que embalem. Meu amigo, se esperas ter uma mulher sem areia nenhuma, morres de aborrecimento e de frio ao pé dela e não será com certeza ao pé de mim... Comigo hás-de ter sempre que pensar e que fazer. Hás-de rir das minhas tolices, hás-de ralhar quando elas passarem a disparates (hão-de ser pequeninos...) e hás-de gostar mais de mim assim, do que se eu fosse a própria deusa Minerva com todo o juízo que todos os deuses lhe deram."
                           Florbela Espanca, in "Correspondência (1920)"





♫♫
Tudo em mim!
Quer me revelar
Meu grito, meu beijo
Meu jeito de desejar...
♫♫

2 comentários:

VIDA E LIBERDADE disse...

COM TODO SOL DE HOJE, CHEGO AQUI PARA DEIXAR UM BEIJO ENSOL/LARADO A VOCÊ MULHER DO SORRISO BONITO E FRANCO...
E DIZER QUE LER VOCÊ É MAIS GOSTOSO DO QUE COMER MORANGO COM CHOCOLATE...

VOU MAS DEIXO CONVITE PARA QUE VOLTE...LÁ EM CASA PARA UM CHAZINHO DA TARDE...OK?

GRANDE BEIJO

MARILIS

LISA

inttimus disse...

Vim agradecer a visita da minha amiga que deixa minha casa sempre mais radiante ,iluminada e alegre com o seu doce e lindo sorriso !!!

Muack !!!!