"Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual porque, sinceramente, sou diferente." (Clarice Lispector)



sexta-feira, 20 de abril de 2018

Cansei de palavras ocas, quero atos concretos.






Palavras, rabiscadas em cores, no palco da vida. 



Anos.
Meses.
Dia após dia
Palavras benditas
Ecoaram no vazio
Na encruzilhada
De alguma estrada
Perderam o sentido.
Verbos jogados ao vento
Riscaram o céu,
Sem rumo
Empalideceram.
Proposições não percebidas
mal entendidas
Conjunções, interjeições
Linguagem subjetiva
Que o sujeito
Definido com O Tal
Resolveu ocultar.
Texto perturbador.
Cansei de esconder
minhas  lágrimas
Nas entrelinhas.
De disfarçar meu sorriso
Nas reticências.
Entre vírgulas e interrogações
Sufoquei meus soluços
Engoli meus gritos
Calei minhas linhas.
Guardei nos lábios
Minhas sílabas.
Decreto agora um ponto final.
Com meus pensamentos emudecidos
Abro um colorido capítulo.
Meu silêncio ensurdecedor
É o novo desafio
Para um contexto
Libertador
No livro da minha vida.

Escrito com todas as cores
No enSOLarado livro
da minha vida!
 04/10/2011

quinta-feira, 29 de março de 2018

domingo, 11 de março de 2018

Outra Face




Quero...
O teu olhar cheio de desejo
Teu beijo carregado de volúpia
O calor do teu corpo junto ao meu
As tuas mãos ávidas de desejo

Quero...
O sabor do teu prazer, do teu tesão
O teu corpo enlouquecido
Teu sorriso maroto
E a língua atrevida

Quero...
Os teus gemidos
Tua respiração ofegante
O abraço gostoso
Teu gozo.

Hoje quero...
Sem receios nem rodeios
Só porque apeteceu
Ser inteiramente
Tua. 
                                            Sol 26 /12 2009

sábado, 10 de março de 2018

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Tramas




Tramas da vida

Passam-se as horas, os dias, os anos...
E aquilo que era a nossa razão de viver, agora é só angústia e lágrimas.
Exaustivo e incompreensível!
E nas voltas que o mundo dá
Não quero mais pensar
Nas tramas que ficou para trás! 
Pois a vida, essa cretina, 
Segue firme
Bailando na incompreensão
Reinando na hipocrisia!!! E tudo
é uma imensa mentira! 

by Sol - Abril/13/2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Pensamentos e lembranças

Antigas lembranças.
Gravadas na memória do tempo.
Ventos passados, velhos momentos:
Risadas, humor, bons sentimentos...
No lar a verdade imperava!
Laços desfeitos.
No olhar, saudade
a povoar o pensamento.

by Sol - abril/12/2017



segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Mais de um ano se passou e nada mudou...

Assim é a vida...

Caminho entre promessas desfeitas
Abandono e dor.
Meus passos trilham a agônia das incertezas.
No rosto, apagou-se o sorrisso.
Tristezas em minha alma fizeram morada.
Pedi, gritei, implorei...
Nenhuma mão se estendeu
sozinha fiquei.
Não me restam dúvidas,
o sonho acabou!
(Ago/2015)

sábado, 12 de novembro de 2016

Desabafo


Estou cansada!
Cansada de ter que ser o que não sou para agradar as pessoas.
Cansada de sorrir quando sinto uma enorme vontade de chorar, chorar até extravasar ou secar minhas lágrimas.
Cansada de fingir sentir o que não sinto e tantas vezes sorrir, apenas para agradar aqueles que, nunca se importaram em saber se estavam me agradando.
Cansada de dizer palavras sinceras, tão sinceras, que mesmo assim foram duvidadas, não acreditadas ou simplesmente jogadas no lixo e debochadas, sinceridade massacradas por certos convencimentos, esnobismos e manias de grandeza.
Cansada de ouvir e nunca ser ouvida, com a mesma atenção, com a mesma paciência, com a mesma boa vontade, que tantas vezes tive.
Cansada de ter a tristeza estampava em meus olhos e só eu perceber e ajudar na tristeza do outro.
Cansada de sofrer por achar que devia ter feito mais ou quando achava que havia fracassado em ajudar quem tanto precisava da minha ajuda. Para depois ganhar um beijo, o beijo da traição da falsidade, da mediocridade, o beijo que arde e machuca.
Cansada de viver fazendo brotar sorrisos dos lábios das pessoas ou arrancando boas gargalhadas e ser tachada de engraçada, sempre preocupada em amenizar a suas dores, fazendo-as esquecer por um momento o seu desespero, suas solidão, depressão e fracassos ou mesmo a dores do amor a dor da rejeição ou a dor da doença, para depois virem com palavras ásperas, duras, amargas e frias.
Cansada de acreditar nas falsas promessas, que são apenas ilusões, que como num passe de mágica...simplesmente desaparecem.
Cansada de pessoas que não me conhecem, não convivem comigo, nunca me viram, dizer que fiz ou disse isso ou aquilo.
Cansada de pessoas sem palavra, sem caráter, egoístas , que  escolhem esquecer e ignorar tudo o que receberam, e numa atitude covarde, simplesmente abandonar aquele que por toda a vida, não importando o momento, esteve ao seu lado!
Cansada, de viver cercada de sanguessugas, de egoista, de quem apenas olha para o seu umbigo, e jamais teve olhos para mim.
Cansada de ser explorada, sugada, usada, de servir apenas para servir, e após todos servidos, ser deixada de lado, sem nenhuma lamentação.
Cansada de tanta humilhação, de tanta acusação, de tanta soberba e nenhum coração.
Cansada de tanto contribuir com quem só quer usufruir e nada oferecer.
Cansada desse mundo de mentiras, de tanta injustiça e de falsa alegria.
Cansada de mentir para mim mesmo, de acreditar que um dia a dor passa, mas é só mais uma ilusão.
Cansada da ironia que é essa morte em vida!
Estou cansada, muito cansada.

sábado, 26 de julho de 2014

Pausa


Pausa!
Momento de agradecer.

Ainda há um longo caminho...
Que ao meu destino
Chegue em paz
Amém!
           by Sol  26-07-2014

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Sentinelas


Janelas
Silenciosas sentinelas
De caminhos a descortinar.
Por suas arestas
Escorrem sentimentos.
Elo solitário
De dois mundos tão diversos.
O de dentro: acolhimento.
O de fora: imensidão.
Seus vidros
Refletem mistérios
De estórias a revelar...
Vidas seguem.
Numa janela qualquer
Esperanças floridas 
Liberdade a espreitar!
                                                                         by Sol - 03-04-2013