"Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual porque, sinceramente, sou diferente." (Clarice Lispector)



terça-feira, 25 de maio de 2010

Da simplicidade da vida (IV) - Aromas


Mais um dia chegou, de mansinho.
Cheirinho de amanhecer.
Apeteceu ...
Café com canela.
Aromas que despertam!
Outros apetites...

                                                              By Sol

2 comentários:

Lenda Virtual. disse...

Vida é simplesmente dignidade.


Ah! A Dignidade. .

Sutil energia que eleva e enleva.
Tão espontânea que pode intimidar.
Tão sincera que é implícita.
Divina luz que as sombras ofusca.

E saibas minha amiga SOL.
A dignidade está contigo.
Pois cegos olhos não podem ver.
Nem sol, nem luz, nem cores.

Muito alegra-me que possas sentir.
No amar toda a incondicionalidade.
Pois que a dignidade nada mais é.
Que a gratuidade de cada verdade.

Menina, mulher, mãe; um só coração.
Deixas a paz habitar tua alma.
Aquieta o medo, cura tua emoção
Teu corpo é o templo faz dele paz.
A vida ensina, além, vai a vida.
By Lenda.

Você é exatamente o que é: Só.luz.

Beijos cheios de dignidade sincera.

Retalhos da Sol disse...

Lendoca!!!!
"Menina" de alma sensível e letrinhas sensatas.
É sempre bom te ler e mais ainda gozar dessa "lendária" virtual amizade de sentimentos bem reais.
Fica a vontade para voltar sempre que quizer no meu cantinho...

Bjosss carinhosamente enSOLarados.