"Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual porque, sinceramente, sou diferente." (Clarice Lispector)



sexta-feira, 19 de março de 2010

Sensações sentidas na alma, vividas!

Outono



Outra vez se aproxima
Com uma doce brisa
Lentamente as folhas secam
Suavemente caem
Repousando no chão
Vida adormecida
A espera de novo despertar.
Vento que sopra
E muda tudo de lugar...
Chuva fina a cair
Eu sem rumo
Espero o tempo passar
Na minha ansiedade
Piso nas folhas secas
O barulho dos meus passos
Ecoa no meu coração
Que parado no tempo
Desfolhado
Aguarda o teu chegar
Desejos atirados ao ar
Lembranças a bailar.
Saboreio cada instante
Redemoinho de sensações
Novo recomeçar.

                                                                    By Sol



2 comentários:

Anônimo disse...

LINDO TEXTO, PARABÉNS

Beatriz disse...

lindoooooooo ! parabéns ! adoro seus pensamentos e textos