"Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual porque, sinceramente, sou diferente." (Clarice Lispector)



sábado, 12 de novembro de 2016

Desabafo


Estou cansada!
Cansada de ter que ser o que não sou para agradar as pessoas.
Cansada de sorrir quando sinto uma enorme vontade de chorar, chorar até extravasar ou secar minhas lágrimas.
Cansada de fingir sentir o que não sinto e tantas vezes sorrir, apenas para agradar aqueles que, nunca se importaram em saber se estavam me agradando.
Cansada de dizer palavras sinceras, tão sinceras, que mesmo assim foram duvidadas, não acreditadas ou simplesmente jogadas no lixo e debochadas, sinceridade massacradas por certos convencimentos, esnobismos e manias de grandeza.
Cansada de ouvir e nunca ser ouvida, com a mesma atenção, com a mesma paciência, com a mesma boa vontade, que tantas vezes tive.
Cansada de ter a tristeza estampava em meus olhos e só eu perceber e ajudar na tristeza do outro.
Cansada de sofrer por achar que devia ter feito mais ou quando achava que havia fracassado em ajudar quem tanto precisava da minha ajuda. Para depois ganhar um beijo, o beijo da traição da falsidade, da mediocridade, o beijo que arde e machuca.
Cansada de viver fazendo brotar sorrisos dos lábios das pessoas ou arrancando boas gargalhadas e ser tachada de engraçada, sempre preocupada em amenizar a suas dores, fazendo-as esquecer por um momento o seu desespero, suas solidão, depressão e fracassos ou mesmo a dores do amor a dor da rejeição ou a dor da doença, para depois virem com palavras ásperas, duras, amargas e frias.
Cansada de acreditar nas falsas promessas, que são apenas ilusões, que como num passe de mágica...simplesmente desaparecem.
Cansada de pessoas que não me conhecem, não convivem comigo, nunca me viram, dizer que fiz ou disse isso ou aquilo.
Cansada de pessoas sem palavra, sem caráter, egoístas , que  escolhem esquecer e ignorar tudo o que receberam, e numa atitude covarde, simplesmente abandonar aquele que por toda a vida, não importando o momento, esteve ao seu lado!
Cansada, de viver cercada de sanguessugas, de egoista, de quem apenas olha para o seu umbigo, e jamais teve olhos para mim.
Cansada de ser explorada, sugada, usada, de servir apenas para servir, e após todos servidos, ser deixada de lado, sem nenhuma lamentação.
Cansada de tanta humilhação, de tanta acusação, de tanta soberba e nenhum coração.
Cansada de tanto contribuir com quem só quer usufruir e nada oferecer.
Cansada desse mundo de mentiras, de tanta injustiça e de falsa alegria.
Cansada de mentir para mim mesmo, de acreditar que um dia a dor passa, mas é só mais uma ilusão.
Cansada da ironia que é essa morte em vida!
Estou cansada, muito cansada.

Nenhum comentário: